Prefeito de São José dos Cordeiros entrega ambulância equipada a população


 O prefeito de São José dos Cordeiros anunciou a conquista de mais um beneficio para a população da cidade, desta vez na área da saúde. Trata-se de uma ambulância adquirida através de recursos do Pacto Social pelo Desenvolvimento do Governo do Estado.

De acordo com o prefeito, o veículo irá contribuir com a estruturação do setor da saúde município, dando todo suporte a pacientes que por ventura necessitem de atendimento de urgência e emergência. "Essa ambulância vai facilitar no transporte de pacientes, com segurança e conforto". afirma Fernando.

Outro ponto importante destacado pelo prefeito com relação a ambulância é o fato de ser totalmente equipada com padrão das utilizadas pelo SAMU. Os principais itens são: kits para remoção (maca, colares, pranchas, cintos, cadeira de rodas) e pequenas cirurgias (pinça, bisturi, tesouras), aparelhos elétricos (desfibrilador, respirador e bomba de infusão) e remédios variados.

Ascom

Acidente deixa mais uma vítima fatal no Cariri


Um acidente envolvendo uma motocicleta deixou o saldo de uma vítima fatal na região do Cariri paraibano. O fato foi registrado na noite desta terça-feira (23), na estrada que liga as cidades de Sumé a São José dos Cordeiros.

A vítima foi Osvaldo da Silva Galdino, de 32 anos, residente em Monteiro. O seu corpo foi encontrado as margens da estrada, e ao seu lado estava uma motocicleta Honda NX 125 BROS.

A Pericia constatou que a vítima faleceu em decorrência da queda sofrida na motocicleta. O corpo foi encaminhado para o IML em Campina Grande.

Está é a segunda morte nesta semana, em acidentes envolvendo motocicletas. No último domingo (20), uma colisão envolvendo uma motocicleta e uma carreta, na entrada da cidade de Serra Branca, vitimou o jovem João Victor Ricardo de Farias, de 20 anos.

Segundo informações, o jovem vinha em uma moto Honda BROZ e assim que atravessou o trevo de entrada da cidade de Serra Branca com direção a São João do Cariri, invadiu a faixa contrária e colidiu de frente com uma carreta.

com Vitrine do Cariri

Morre aos 87 anos o escritor paraibano Ariano Suassuna


Morreu no Recife, nesta quarta-feira (23), o escritor, dramaturgo e poeta paraibano Ariano Suassuna, aos 87 anos. Ele estava internado desde a noite de segunda (21) na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Português, onde foi submetido a uma cirurgia na mesma noite após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) do tipo hemorrágico.

A cirurgia durou aproximadamente uma hora e ele havia passado a noite bem, sendo transferido para a UTI neurológica. A operação foi feita para a colocação de dois drenos que controlariam a pressão intracraniana. Na noite de terça-feira (22), o quadro dele se agravou, devido a "queda da pressão arterial e pressão intracraniana muito elevada", conforme foi informado em boletim.

Em 2013, Ariano foi internado duas vezes. A primeira delas em 21 de agosto, quando sentiu-se mal após sofrer um infarto agudo do miocárdio de pequenas proporções, de acordo com os médicos, e ficou internado na unidade coronária, mas depois foi transferido para um apartamento no hospital. Recebeu alta após seis dias, com recomendação de repouso e nenhuma visita.

Dias depois, um aneurisma cerebral o levou de volta ao hospital. Uma arteriografia foi feita para tratamento e ele saiu da UTI para um apartamento do hospital, de onde recebeu alta seis dias depois da internação, no dia 4 de setembro.

Ativo até o fim

Ariano Suassuna nasceu em 16 de junho de 1927, em João Pessoa, e cresceu no Sertão paraibano. Mudou-se com a família para o Recife em 1942. Mesmo com os problemas na saúde, ele permanecia em plena atividade profissional. "No Sertão do Nordeste a morte tem nome, chama-se Caetana. Se ela está pensando em me levar, não pense que vai ser fácil, não. Ela vai suar! Se vier com essas besteirinhas de infarto e aneurisma no cérebro, isso eu tiro de letra", disse ele, em dezembro de 2013, durante a retomada de suas aulas-espetáculo.

Em março deste ano, Ariano foi homenageado pelo maior bloco do mundo, o Galo da Madrugada. Ele pediu que a decoração fosse feita nas cores do Sport, vermelho e preto, e ficou muito contente com a homenagem. “Eu acho o futebol uma manifestação cultural que tem muitas ligações com o carnaval”, disse, na ocasião. No mesmo mês, o escritor concedeu uma entrevista à TV Globo Nordeste sobre a finalização de seu novo livro, “O jumento sedutor”. Os manuscritos começaram a ser trabalhados há mais de trinta anos.

Na última sexta-feira, Suassuna apresentou uma aula espetáculo no teatro Luiz Souto Dourado, em Garanhuns, durante o Festival de Inverno. No carnaval do próximo ano, o autor paraibano deve ser homenageado pela escola de samba Unidos de Padre Miguel, do Rio de Janeiro.


G1

Justiça Eleitoral divulga perfil dos candidatos que disputam as eleições na PB e maioria é empresário


Médicos, comerciantes, deputados, vereadores e até mesmo agricultor. Essas são algumas das ocupações informadas pelos candidatos que disputam cargos nas eleições deste ano na Paraíba. Segundo dados estatísticos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), dos 554 postulantes que apresentaram registro de candidatura no Estado, 42 (7,58%) afirmaram ser empresários, seguido de 37 (6,68%) advogados e 33 (5,96%) servidores públicos.
 
Na lista ainda aparecem 28 que declaram ser deputado como ocupação, são 25 comerciantes, 19 policiais militares, 18 estudantes, 16 médicos e também vereadores, 15 professores, 14 jornalistas, 10 donas de casa e pedagogos, além de oito agricultores, administradores e até aposentados. Os caixeiros-viajantes também estão na lista dos postulantes com oito candidatos nessa atividade.

Os dados mostram ainda representantes comerciais, auxiliares de escritório, corretor de imóveis, secretário e datilógrafo, bancário, psicólogo e comerciário. A estatística mostra também que 71 dos candidatos não informaram suas ocupações. Conforme o TSE, a maioria dos pedidos de registro no país também é de empresários (9,3%); os advogados aparecem em segundo (5,5%), seguido de deputados (4,28%) e vereadores (4,21%).

Jornal Correio da PB

Coordenação Jurídica do PSDB protocola no TRE defesa de Cássio Cunha Lima


O coordenador Jurídico da Coligação 'A Vontade do Povo´, advogado Harrison Targino, protocolou no final da tarde desta terça-feira, 22, junto ao Tribunal Regional Eleitoral, a contestação dos pedidos de impugnação (03)de inelegibilidade do senador Cássio Cunha Lima (PSDB), candidato na eleição deste ano ao Governo do Estado.

De acordo com Harrison Targino, a peça de defesa entre os argumentos apresentados,  contesta a versão de que Cássio teria que cumprir oito anos de inelegibilidade e que ainda que se considere esta punição, o senador já terá cumprido este prazo no primeiro turno.

Na peça de defesa, Harrison contestou o entendimento de que o segundo turno se trata de uma eleição apenas complementar.

Em linhas gerais, assim se resume a linha de defesa da Coordenação Jurídica da campanha de Cássio:

Prazo de inelegibilidade

Como primeiro ponto,  a defesa entende que a inelegibilidade imposta como sanção a Cássio se esgotou nos três anos seguintes à eleição de 2006. Em todas as impugnações, destaca-se que essa pena é de oito anos, contando-se ano a ano - o que levaria o senador a ficar impedido até o final de 2014. Harrison e o grupo de advogados contestam, observando que, consultado, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já deixou patente que a contagem é dia a dia - estabelecendo-se, portanto, que a sanção se encerraria em 1º de outubro, ou cinco dias antes do pleito.

Primeiro ou segundo turno?

Um segundo argumento levantado pela oposição dá conta de que, a rigor, a contagem deve levar em conta o segundo turno de 2006 como ponto de partida para a contagem do prazo de inelegibilidade (ou seja, de 25 de outubro de 2006 a 29 de outubro de 2014). A defesa de Cássio procura derrubar essa tese, ao observar que a lei brasileira estabelece como data da eleição o primeiro domingo de outubro. O segundo turno é eventual e suplementar. O candidato, por exemplo, se registra só uma vez, no primeiro turno. Ademais, decisões do próprio TRE-PB e do TSE são elencadas, tendo como referência exclusiva a etapa inicial do processo eleitoral.

TRE

Hiato na elegibilidade

Como outra linha de argumentação apresentada pelo setor jurídico da oposição, sugere-se  que não seja levado em conta o período de 2,4 anos em que o então governador Cássio ficou no cargo por força de liminar, após a primeira cassação imposta pelo TRE-PB, em 2007. A defesa do tucano contesta, observando que, na verdade, a suspensão nada tem a ver com a fluência do prazo de elegibilidade, mas foi focado o mandato.

Multa

Finalmente, um último ponto relevante apresentado pelos advogados da oposição, nas seis impugnações que articularam, diz respeito a uma multa imposta pela Justiça Eleitoral e que não teria sido quitada por Cássio - portanto, estaria inabilitado para disputar o cargo de governador. De acordo com Harrison, em verdade, a multa sequer foi até hoje registrada, não havendo condições, portanto, do candidato quitá-la. Ademais, por via das dúvidas, o advogado retirou uma certidão do TSE, com data desta terça, 22, assegurando que o senador está plenamente em dia com a Justiça Eleitoral.

com ClickPB

Homem teria matado mulher a facadas na frente do filho de 3 anos e morre em colisão próximo a Soledade


Um homem de 28 anos morreu em um acidente de moto na cidade de Soledade, na tarde desta terça-feira (22), depois de supostamente ter matado a esposa (22 anos) na Zona Rural de Olivedos. As cidades ficam a cerca de 160 km de João Pessoa, no Agreste da Paraíba. A polícia chegou até o corpo da mulher depois que o filho do casal, uma criança com idade entre três e cinco anos, deu informações ao Conselho Tutelar de Soledade.

Segundo informações repassadas pelo 10º Batalhão da Polícia Militar, o homem teria buscado a mulher e o filho na casa deles em Juazeirinho, cidade que fica na mesma região, e seguido para a Zona Rural de Olivedos, onde teria matado com cinco facadas a esposa, na frente do menino. O homem teria pego a criança, a levado na moto e a liberado em uma localidade rural, nas imediações do local do crime.

A criança foi encontrada por moradores de propriedades próximas e essas pessoas a levaram para o Conselho Tutelar de Soledade, onde a polícia foi acionada e deu início ao trabalho, por meio de informações concedidas pelo garoto.

De acordo com o major Sérgio Fonseca, comandante do 10º BPM, depois que abandonou a criança, o homem tentou fugir na moto, mas o veículo quebrou. Ele teria abordado outro motoqueiro na PB-177, que interliga os municípios daquela região, para supostamente pedir ajuda. Ele tomou a moto do desconhecido e saiu em disparada. Ao fugir novamente, ele acabou perdendo o controle e batendo de frente com um carro, que capotou. Duas pessoas estariam no automóvel, mas a situação delas não foi informada.

O suspeito de ter assassinado a mulher morreu no local e a moto que ele teria roubado pegou fogo após a colisão.

A Polícia Civil investiga para saber as causas do homicídio, mas trabalha com a hipótese de crime premeditado e passional. Também será apurado se o homem perdeu o controle da moto ou teria se jogado sobre o carro.

Segundo a PM, o Conselho Tutelar já entregou a criança para a família materna dela, em Juazeirinho.

com Portal Correio

Paróquia de Livramento realiza semana sobre o Dízimo


A Paróquia de Senhora do livramento , realiza a semana de Evangelização sobre o Dízimo, dos dias 20 a 27 de julho. O objetivo é conscientizar os fiéis para a importância da evolução do dízimo na comunidade, a fim de manter toda a caminhada de evangelização e a estrutura física da paróquia e suas comunidades.

O pároco, Padre Jerinaldo, ressalta em todas as missas da semana a importância do dízimo em suas três dimensões: religiosa, social e missionária. O pároco também agradeceu a todos os dizimistas que devolvem o seu dízimo fielmente, ele ainda disse que é graças a essa participação efetiva da comunidade católica, que conseguimos manter o templo e avançar na nossa caminhada de evangelização.

Confira aqui o que acontece na semana do dízimo:

A Paróquia de Senhora do livramento , realiza a semana de Evangelização sobre o Dízimo, dos dias 20 a 27 de julho. O objetivo é conscientizar os fiéis para a importância da evolução do dízimo na comunidade, a fim de manter toda a caminhada de evangelização e a estrutura física da paróquia e suas comunidades.

O pároco, Padre Jerinaldo, ressalta em todas as missas da semana a importância do dízimo em suas três dimensões: religiosa, social e missionária. O pároco também agradeceu a todos os dizimistas que devolvem o seu dízimo fielmente, ele ainda disse que é graças a essa participação efetiva da comunidade católica, que conseguimos manter o templo e avançar na nossa caminhada de evangelização.

Confira aqui o que acontece na semana do dízimo.

PROGRAMAÇÃO:

20/07/2014 – Domingo
17h – Missa de Abertura da Semana do Dízimo – Dia do Sagrado Coração de Jesus;
Pregador: PE. Jerinaldo Inácio de Lima

21/07/2014 – Segunda-Feira
19h – Missa na Rua Francisco Gomes Meira, Residência do Senhor Marcos Lima
Tema: “Ofertar o Dízimo com Fé”;

22/07/2014 – Terça-Feira
19h – Missa na Rua Otávio Nunes da Nóbrega, Residência da Senhora. Sandra Nunes
Tema: “Dízimo: Oferta de Amor”;

23/07/2014– Quarta-feira
19h – Missa na Rua Dom Expedito Eduardo de Oliveira, Residência da Senhora. Zilda Porto
Tema: “O dízimo é atitude Missionária”;

24/07/2014 Quinta-feira
19h – Missa na Rua Amélia Virgílio da Silva, Residência da Sra. Dilma Leite
Tema: “O Dízimo Educa Para a Partilha e a Vida Comunitária”;

25/07/2014 – Sexta-feira
19h – Missa Capela de Santo Antônio
Tema: “Dízimo Dom Deus e Serviço ao Reino”.

Paraíba Mix com Diocese de Patos

Alunos de Gurjão desenvolvem atividades sobre o Bode na Rua


Com a proximidade da realização do Bode na Rua, a maior expofeira de caprinos e ovinos da Paraíba, o município de Gurjão imerge na temática da caprinovinocultura. Vários setores da sociedade, cada um com sua particularidade. Até as escolas municipais aproveitaram para abordar o tema com seus alunos, ensinando sobre a cultura local em torno do bode e a sua importância para a economia. Em suas salas de aulas os alunos desenvolveram atividades diversas com supervisão direta de seus professores. Destacam-se os trabalhos das professoras Aparecida Gomes, Ana Lúcia e Lourdes. Os alunos ainda tiveram a oportunidade de conhecer os trabalhos de preparação para o evento no centro da cidade. Lá, por exemplo, os alunos do 5º Ano Multisseriado acompaharam os preparativos para a estrutura do evento em visita à Casa do Vozinho, reprodução de antiga casa rural e seus utensílios.

Na oportunidade da visita dos alunos, o Prefeito Ronaldo Queiroz os recebeu e explicou um pouco do processo de organização do Bode na Rua. “É muito bom ver os alunos do município envolvidos no processo de nossa expofeira. Essas professoras que fazem esse trabalho de orientação estão de parabéns”, comemorou Ronaldo.

Além dos estudantes, outros setores da sociedade gurjãoenses se mobiliza na última semana de preparação para o Bode na Rua. Os comerciantes renovam seus estoques e já começam a lucrar com a festa na venda de produtos como material de construção usado nas reformas das casas que receberão visitantes, confecções e alimentação.

Como a quantidade de turistas presentes nos três dias de evento é muito grande, para abrigar essas pessoas várias casas na cidade são alugadas, inclusive algumas famílias se mudam para alugar suas casas e ganhar um dinheiro extra nesse período.

O Bode na Rua acontece nos dias 25, 26 e 27 de julho, da sexta ao domingo, com exposição de animais, gastronomia local, artesanato, apresentações culturais, torneio de Cabra Leiteira, torneio do Laço do Bode e palestras e celebrações de convênios. Os shows acontecem todas as noites no palco principal com as bandas Forró do Garotinho, Forró das Antigas e Forró do Paredão (sexta, 25); Bonde do Brasil, Banda Magia e Zezo (sábado, 26); e Gabriel Diniz e Forró Karkará (domingo, 27). Além de várias outras atrações a partir das 12 horas no palco da Forró Bodança.

Cehap entrega casas em São José do Sabugi e Juazeirinho


A Companhia Estadual de Habitação Popular da Paraíba (Cehap) entregou mais 80 casas por meio do programa Minha Casa Minha Vida. Os municípios de São José do Sabugi e Juazeirinho receberam 40 unidades habitacionais cada, beneficiando cerca de 320 pessoas carentes que não possuíam moradia própria. A entrega aconteceu na sexta-feira (18) e segunda-feira (21).

Em São José do Sabugi, foram investidos R$ 1.026.744,66, sendo R$ 26.744,66 de contrapartida do Governo do Estado. Já no município de Juazeirinho, a construção das casas custou o equivalente a R$ 1.168.495,91, sendo R$ 168.495,91 como contrapartida do Governo do Estado.

As unidades habitacionais possuem mais de 36,00 m² de área útil, sendo compostas por sala, dois quartos, banheiro, cozinha e área de serviço. Todas as unidades são adaptáveis para idosos e portadores de necessidades especiais, possuem revestimento cerâmico em todo o piso e nas áreas molhadas até 1,5m de altura nas paredes, atendendo as exigências do Programa Minha Casa Minha Vida.

As áreas destinadas à construção das casas foram doadas pelas Prefeituras Municipais e os novos conjuntos possuem toda infraestrutura básica de rede de abastecimento d’água e energia elétrica.

Arquidiocese emite nota proibindo participação de padres na política; Luiz Couto diz que proibição não tem consistência e vai manter candidatura


A Arquidiocese da Paraíba emitiu uma nota, nesta terça-feira (22), onde proíbe a participação de padres e religiosos na política. O posicionamento de Dom Aldo Pagotto considera fatos remotos e recentes da política paraibana. Conforme a nota, quem não seguir às regras será suspenso.

Leia o texto divulgado hoje. 

Portaria na forma de Nota Normativa da Arquidiocese da Paraíba sobre:

a) Filiação de Clérigos em partidos políticos;
b) Disputas de Clérigos a cargos eletivos;
c) Participação de Clérigos em atividades político-partidárias, vinculados a cargos públicos remunerados, por identificação e por pertença partidária.

1. Considerando os fatos – remotos e recentes – referentes à filiação de Clérigos e de Religiosos a partidos políticos; – Considerando o fato de Clérigos e Religiosos disporem seus nomes para a candidatura e disputa a cargos eletivos; – Considerando o fato da participação efetiva de Clérigos e Religiosos em atividades político-partidárias, vinculadas a cargos públicos remunerados;

2. Considerando alguns Clérigos incardinados na Arquidiocese da Paraíba, ou que nela já exerceram seu ministério, embora hoje afastados, bem como a presença de Religiosos presbíteros que exercem na Arquidiocese da Paraíba o seu ministério, vinculados a Ordens Religiosas; – Considerando os rumores sobre Clérigos que se articulam com coligações partidárias para eventualmente se lançarem como candidatos, disputando cargos políticos na esfera federal, estadual ou municipal;

3. Considerando que, de forma precoce, são lançadas as campanhas eleitorais na esfera federal, estadual ou municipal, provocando questionamentos por parte de políticos, jornalistas, radialistas e fiéis – veiculados e repercutidos pelos meios de comunicação, solicitando respostas do Arcebispo, dando margens a interpretações diversas na opinião pública;

4. Considerando o que dispõe a Tradição e o que ordena o Magistério da Igreja a respeito da identidade sacerdotal, lavradas nas sábias e precisas Normas do Código de Direito Canônico; – Considerando as Diretrizes Pastorais emanadas pessoalmente pelo Papa emérito Bento XVI, por ocasião da “visita ad limina” dos Bispos do Regional NE 2 (Províncias Eclesiásticas de Natal, RN; Paraíba, PB; Olinda e Recife, PE e Maceió, AL) no dia 17 de setembro de 2009, bem como de Carta Normativa emanada aos 12 de dezembro de 2003 pelos Bispos das supracitadas Províncias Eclesiásticas (abaixo resumidas);

5. Preposto à Arquidiocese da Paraíba, tenho conhecimentos sobre a militância direta de padres e religiosos em política partidária – independentemente das observações em tela, eles assumem por conta própria o seu percurso histórico político-partidário. Como parlamentares sufragados, eles se sentem representantes de projetos e bandeiras que correspondem às expectativas de lideranças de movimentos populares.

6. Pela presente Nota Normativa, uma vez mais, de forma caridosa e fraterna, admoesto os Clérigos, esclarecendo o que a própria Igreja define, restringe e proíbe, conforme rezam os Cânones do Código de Direito Canônico:

a) Cânon 285 § 1 do CDC: “Os clérigos se abstenham completamente de tudo o que não convém a seu estado, de acordo com as prescrições do direito particular”.
b) Cânon 285 § 3 do CDC: “Os clérigos são proibidos de assumir cargos públicos que implicam participação no exercício do poder civil”.
c) Cânon 287 § 1º do CDC: Os clérigos promovam sempre e o mais possível a manutenção, entre os homens, da paz e da concórdia fundamentada na justiça. – § 2º. Não tenham parte ativa nos partidos políticos e na direção de associações sindicais (…).

7. O Papa emérito Bento XVI, aos 17 de setembro de 2009, dirigiu-se aos Bispos do Regional NE 2 nos seguintes termos:

“Na diversidade essencial entre sacerdócio ministerial e sacerdócio comum se entende a identidade específica – dos fiéis ordenados e dos leigos. Por essa razão é necessário evitar a secularização dos sacerdotes e a clericalização dos leigos. Nessa perspectiva, os fiéis leigos devem empenhar-se em exprimir nas realidades temporais – inclusive através do empenho político – a visão antropológica cristã e a doutrina social da Igreja. Diversamente, os sacerdotes devem permanecer afastados de um engajamento pessoal na política, a fim de favorecerem a unidade e a comunhão de todos os fiéis. Assim poderão ser uma referência para todos. É importante fazer crescer esta consciência nos sacerdotes, nos religiosos e nos fiéis leigos – encorajando e vigiando, para que cada um possa sentir-se motivado a agir segundo o seu próprio estado”.

8. Em comunhão com os Bispos do Regional NE 2, evoco a Norma emanada aos 12 de dezembro de 2003 (data anterior a minha chegada à Paraíba), tomando posição frontalmente contrária à participação de padres em disputas e cargos políticos e partidários: “Os ministros ordenados em todas as Dioceses do Regional NE 2 estão proibidos de se filiar a partidos políticos, bem como se candidatar a cargos políticos eletivos, e de assumir cargos públicos que implicam participação no poder civil”.

“Aquele que, por decisão pessoal, não aceitar as normas eclesiásticas e decidir pleitear função política ou assumir cargos executivos que implicam participação no poder civil, estará suspenso, por suspensão “latae sententiae”, de acordo com o Cânon 1333 do CDC”.

“Ao se afastar do oficio eclesiástico, o ministro deve deixar em ordem a administração que lhe compete, ficando absolutamente vedado o uso dos meios dos quais a Paróquia ou a Diocese dispõe para atividades de propaganda ou de promoção da própria candidatura”.

“Esta determinação vigorará a partir do registro de sua candidatura na convenção do Partido e será válida em todas das Dioceses do Regional NE 2”.

9. Diante das determinações elencadas em caráter irreformável, na solicitude da missão de pastor, determino que:

a) Por quaisquer razões pessoais ou por motivos particulares, os clérigos já envolvidos em política partidária e que persistem na intenção de disputar e/ ou exercer cargos políticos estarão – “ipso facto” – suspensos do uso de Ordens na Circunscrição Eclesiástica da Arquidiocese da Paraíba.

b) É-lhes vedado o exercício do ministério presbiteral e quaisquer cargos eclesiásticos. São, portanto, impedidos de celebrar os Sacramentos – sobretudo a Celebração (ou a concelebração) da Eucaristia.

c) Eventualmente eleito, o Clérigo (padre ou religioso) continuará suspenso do uso de Ordem e de quaisquer funções eclesiásticas durante todo o período de mandato para o qual tenha sido eleito.

Constata-se que há pessoas ligadas tanto às pastorais quanto a movimentos populares, cuja tendência é agir como cabos eleitorais de alguns partidos políticos. Esses podem assumir projetos que por vezes são contrários aos valores e aos princípios defendidos pelo Direito natural e pela ética e moral cristã, por exemplo na questão do aborto, invasão de terra e casamento gay. Fica a orientação para que essas pessoas não tentem fazer da Igreja cabo eleitoral, confundindo os fieis.

Em profunda comunhão na Caridade com o Santo Padre e com os Bispos do Regional NE 2 da CNBB, no acatamento incondicional ao que determinam as Diretrizes Universais da Igreja, peço a anuência e a compreensão sobre o dever de fazer cumprir o que está determinado na presente Portaria.

João Pessoa, 21 de julho de 2014

LUIZ COUTO

O deputado federal Luiz Couto (PT) declarou nesta terça-feira (22), que a proibição do Arcebispo da Paraíba, Dom Aldo, da participação de padres e religiosos na política partidária é uma atitude sem consistência e afirmou que isso não vai interferir na sua candidatura.

O político religioso lamentou a nota do arcebispo e disse que já pediu seu registro de candidatura e colocou sua campanha na rua, e que não vai se preocupar com esse tipo de proibição.

“É lamentável, pois existem vários religiosos na luta pelo povo paraibano, na luta pela reforma agrária, no combate ao grupo de extermínio, contra o narcotráfico e o crime organizado, deveria ter o apoio da igreja como tem os evangélicos, que quando tem alguém com vocação para entrar na política se unem em prol dessas lutas”, disse Couto.

Conforme nota publicada nesta tarde, aquele que, por decisão pessoal, não aceitar as normas eclesiásticas e decidir pleitear função política ou assumir cargos executivos estará suspenso.

Com Blog do Gordinho

Laço do Bode é uma das atrações da 15ª edição do Bode na Rua em Gurjão


Gurjão sedia entre sexta-feira (25) e domingo (27), a 15ª edição da tradicional festa BODE NA RUA, considerado o maior evento da cadeia produtiva da caprinoovinocultura da Paraíba.

Na oportunidade, diversas atividades ocorrerão, a exemplo do laço do bode, cujo regulamento está logo abaixo.
 
REGULAMENTO DO LAÇO DO BODE

Do Torneio:

a) As inscrições serão realizadas no loca do evento no dia 26 de julho a partir das 15h:00;

b) Os participantes deverá apresentar o comprovante de inscrição a comissão julgadora;

c) Será disponibilizado para o participante um ticket refeição;

d) O evento será realizado em prova individual, onde os concorrentes terão que laçar o animal pela parte anterior (pescoço, chifres e orelhas);

e) O animal só poderá ser laçado na faixa demarcada pela organização;

f) Os animais serão da espécie caprina e de ambos os sexos.


As senhas:


a) 01(uma) senha custará R$10,00 (reais);

b) O pacote de 12 senhas custará R$ 100,00 (reais).

 
Da premiação:

 a) Serão oferecidos prêmios em dinheiro, mais troféus:

 1º LUGAR 300,00

 2º LUGAR 200,00

 3º LUGAR 200,00

 4º LUGAR 200,00

 5º LUGAR 200,00

6º LUGAR 200,00

7º LUGAR 200,00

8º LUGAR 200,00

9º LUGAR 200,00

10º LUGAR 200,00

11º LUGAR 200,00

12º LUGAR 200,00

13º LUGAR 200,00

14º LUGAR 200,00

15º LUGAR 200,00

TOTAL 3.100,00

Ascom

Batinga diz que houve equívoco em sua condenação e considera a decisão um absurdo


O deputado estadual Carlos Batinga (PSC) classificou como imenso equivoco, nota divulgada na imprensa nesta terça-feira (22), dando conta de uma condenação na Justiça Federal, em primeira instância, referente à sua gestão como prefeito da cidade de Monteiro. Para o deputado,  a sentença prolatada pelo juiz em nada interfere na sua candidatura a reeleição, pois com o recurso de apelação que será impetrado na Justiça pelos seus advogados, suspenderá a decisão do magistrado.

A condenação de Batinga seria por supostas irregularidades na compra de uma ambulância. No entanto, de acordo com o deputado a sentença trata-se de “um absurdo jurídico sem precedentes, tanto é verdade que, o próprio Ministério da Saúde, reconheceu no próprio processo, que as impropriedades observadas decorreram apenas de questões formais e não comprometeram o objetivo do convênio”. O parecer do Ministério da Saúde aponta que “não restou configurada malversação na aplicação dos recursos públicos, nem tampouco prejuízo ao erário”.

“Ora, se o próprio Ministério da Saúde que foi quem firmou o convênio com a prefeitura de Monteiro, reconheceu que não houve malversação e nem prejuízo ao erário público, aonde o Juiz se fundamentou para me condenar”, questionou Batinga.

O Tribunal de Contas da União para analisar as questões relativas a esse tipo de compra de veículos, elaborou uma metodologia, onde somando-se o valor do veículo mais o valor da transformação dele em ambulância e ainda os equipamentos, poderia alcançar o valor total de até R$ 94.266,61 (noventa e quatro mil duzentos sessenta e seis reais, sessenta e um centavos).

No caso, percebe-se que isso não ocorreu em Monteiro, pois a aquisição do veículo e os equipamentos totalizou R$ 83.970,00 (oitenta e três mil novecentos e setenta reais). Constata-se, na verdade, que o Município economizou R$ 10.296,61 na compra do veículo e dos equipamentos.

Desta forma, se o município economizou recursos comprando uma ambulância abaixo do valor permitido pelo Tribunal de Contas da União, como pode um Juiz apontar irregularidades em uma transação como esta em que o município conteve gastos. “É uma total incoerência.” Disse Carlos Batinga.

Em julgamentos idênticos nos municípios de Sumé e Coremas, entre outros, os gestores foram absolvidos, o que causa ainda mais estranheza a condenação de Batinga.

O advogado de Carlos Batinga, Nilton Vita, disse “que não tem dúvidas que o Tribunal Regional Federal da 5ª Região reformará a sentença, pois ficou evidente de que não houve desvio, dano ou lesão ao erário público do município de Monteiro”.


Ascom

Secretaria de Saúde de São João do Cariri realiza atualização do cartão do SUS


A Secretaria Municipal de Saúde de São João do Carir, através da Secretária Drª Ivanete Barros Maciel , comunica a todos os usuários do SUS, que está havendo uma atualização do cartão do SUS, na unidade.
 
Na oportunidade, avisa que os agentes comunitários de saúde estarão casa a casa fazendo o cadastramento do ESUSAB, novo programa para informatização das unidades.
 
Portanto, é imprescindível que todos os munícipes atualizem seus cartões do SUS, pois só serão atendidos nos postos mediante a apresentação do cartão do SUS novo.

Assessoria